Competitividade acirrada e oferta de produtos/serviços de qualidade são características fortes da economia capitalista atual. Em um ambiente mercadológico disputado, é necessário focar em um contexto diferente: a identificação do cliente com seu produto/serviço por meio da construção e proteção da sua marca — que deve ser umas das suas prioridades!

A função da marca para o negócio

A marca é a identidade maior do seu negócio, responsável pela associação que o consumidor faz com as características do seu produto/serviço. A boa escolha da marca deve levar em consideração a criatividade, o diferencial e a relação com o produto/serviço oferecido.

As cores usadas no seu logotipo também são uma escolha importante.

A importância do registro da marca

A importância do registro de marca vai muito além da garantia de exclusividade sobre seu uso. Ela abrange a proteção de um dos bens imateriais mais valiosos da empresa: sua identidade perante o mercado.

Imagine que você constituiu seu negócio e, além das medidas obrigatórias, também contratou uma equipe profissional para elaborar suas estratégias e criar sua marca. Após anos trabalhando para o crescimento e fortalecimento dela, você decidiu registrá-la e acabou descobrindo que já existe um pedido de registro da mesma marca feito por outra empresa, do mesmo segmento que o seu.  Ou pior: a “sua marca”já foi registrada por outra empresa. Consegue imaginar o tamanho do transtorno que isso poderia representar para seu negócio?

Além de proteger a marca que você vem trabalhado para construir, o registro dela também possibilitará:

Buscar indenização pelo uso não autorizado de terceiros

Se você identificar o uso da sua marca em produtos ou serviços semelhantes, sendo realizada por outra pessoa ou empresa, você poderá acionar a justiça. Aliás, uma das formas eficazes de monitorar o mercado, é através da fiscalização da sua marca junto ao INPI.

Ao tomar conhecimento desse uso indevido, você poderá obter na justiça uma decisão que determinará a imediata interrupção, além de fixar uma indenização pelos danos causados, inclusive os morais.

Dispor dela em transações comerciais: Licenciamento e Franquias

Se disponibilizar o uso de sua marca for uma de suas estratégias de negócio, por um sistema de franquias, por exemplo, o registro dela é obrigatório e poderá te render bons faturamentos. Aliás, o investimento em marcas próprias é uma estratégia que é utilizada por grandes empresas há muito tempo.

Utilizá-la reconhecidamente em todo território nacional

Ainda que sua empresa possua pouca abrangência local física, é preciso ressaltar o quanto os negócios têm migrado para o ambiente online. Para obtenção do sucesso no uso de suas estratégias de marketing neste ambiente sem fronteiras, é fundamental que sua marca esteja bem estabelecida e devidamente registrada.

Leia também:  Limitação de direitos: O apostilamento no registro de marca no Brasil e a recentíssima resolução do INPI

Como realizar o registro da sua marca

A solicitação do registro de marca é um processo demorado e complexo. É necessário que se tenha plena consciência do que se quer e acompanhar as atualizações feitas no processo, por meio da RPI, para garantir que você não perca nenhum prazo.

Se estiver realizando a requisição do seu primeiro registro, sugerimos que procure a ajuda profissional qualificada. Esse cuidado pode evitar desgastes possibilitará que use seu tempo para se dedicar a outras tarefas.

No entanto, se for optar por fazer o registro por conta própria, sugerimos que leia atentamente as recomendações do próprio INPI  e entenda todos os conceitos e regras, antecipadamente, para garantir um bom resultado! E atenção: após a obtenção do registro é necessário imprimir os devidos cuidados para manutenção da sua marca.

Saiba se sua marca pode ser registrada
Faça uma pesquisa gratuita